Nacional
Vítor Norte

"Admiro a minha filha"

Seg, 26/04/2010 - 17:29

Não esconde a tristeza por Sara Norte trabalhar num bar de strip, mas diz que foi a forma que a filha escolheu para pagar as contas, quando desistiu de ser actriz e optou “por uma vida normal.”


Durante uma entrevista à NOVA GENTE (estará nas bancas na próxima sexta-feira), a propósito do seu livro, As Rectas São uma Seca, lançado hoje, Vítor Norte manifestou-se por a filha mais velha, Sara Norte, de 25 anos, ter desistido da carreira de actriz e trabalhar como barmaid numa casa de striptease.

Vítor Norte sabia que a filha trabalhava num banco, mas desconhecia o outro emprego que Sara arranjou à noite. Admitindo um “certo afastamento” dos filhos mais velhos após o divórcio de Carla Lupi, foi através de um jornalista que Vítor ficou a saber o que se passava.

Já falou com Sara, mas confessou-nos que, mesmo depois disso, não ficou "descansado, porque não são ambientes saudáveis. Não estou de acordo, tal como nunca estive de acordo que ela mudasse de profissão porque ela tinha talento, e podia ser uma grande actriz. Mas já falei com ela e não posso fazer nada. Já cheguei a essa conclusão.”

Apesar de triste, Vítor Norte acredita que nada pode fazer já que Sara optou por viver a sua vida longe dos holofotes: “Ela é maior e vacinada e sabe o que quer da vida. Optou por ser uma pessoa normaíissima, por ter um emprego normal num banco, e agora, a servir copos.” De certa forma, diz, “admiro-a porque se lançou à vida. Se não quer ser actriz, tem de fazer outras coisas. Ela precisa ganhar dinheiro, tem carro e casa para pagar... E ali pagam-lhe bem. E ela trabalha muito, no banco e ali. Acho que dorme duas ou três horas por dia. Ela é que sabe.”

Siga a Nova Gente no Instagram