nacional
Sónia Brazão

Recusa culpa em tribunal

Sex, 04/10/2013 - 14:49

A atriz esteve serena, mas chorou. Negou ter tentado suicidar-se e provocado o incidente, mas as testemunhas garantem o contrário.

"Não me lembro de nada. Só da dor, vocês imaginam, toda a gente já se queimou um bocadinho, imaginem isso levado a 90 por cento”, começou por dizer Sónia Brazão no fim da primeira audiência em tribunal, onde enfrenta a acusação de “libertação de gases asfixiantes por conduta negligente com intenção de pôr termo à vida”, punível com uma pena de até cinco anos de prisão.

Foi Sónia a primeira a ser ouvida e manteve a defesa de que nunca teve “tendências suicidas", que naquele dia tomou comprimidos para dormir e acordou com “uma dor dilacerante” provocada pelas queimaduras.

Frisa que não se tentou matar nem provocou a explosão no seu apartamento em Algés em junho de 2011.

Saiba o que se passou na audiência que teve lugar esta semana, na NOVA GENTE já nas bancas. 

Siga a Nova Gente no Instagram