Nacional
Rui Alves

Abandonado à nascença e traumatizado por professora, a história do pastor do Big Brother

Ter, 28/04/2020 - 14:03

Itelvina e Arsénio ficaram com Rui Alves, na altura um bebé de apenas 14 dias nos braços. Ao deparar-se com um menino tão pequeno, o casal não conseguiu deixá-lo para trás. Mesmo sabendo que a adoção não seria fácil, levaram-no para casa e lutaram por ele

Rui Alves é o pastor que está a conquistar os telespectadores de Big Brother. Aos 22 anos e com o sonho de ser conhecido pelo talento para o acordeão, o concorrente decidiu arriscar e participar no reality show da TVI.

Apesar da boa disposição que sempre apresenta, Rui nem sempre teve uma vida sorridente. As dificuldades começaram mal nasceu e foi abandonado pelos pais biológicos no hospital. Acabou por, com apenas 14 dias de vida, ser adotado por Itelvina e Arsénio, que esta segunda-feira, dia 28 de abril, estiveram no Você na TV à conversa com Manuel Luís Goucha.

«O meu dever é apoiá-lo. Ele fazia o gosto e eu decidiu aplaudi-lo», conta a mãe sobre a participação. Já o pai não estava muito de acordo, mas lá se convenceu de que o filho seria uma estrela no reality show.

Rui Alves juntou-se aos pais adotivos com 14 dias de vida

Itelvina e Arsénio ficaram com um bebé de apenas 14 dias nos braços. «Veio numa ocasião em que os meus filhos [biológicos] já tinham 20 e muitos. Dois filhos, um casal. Os meus filhos já estavam naquela idade que a aldeia já não era boa, queriam ter outra experiência. Eu sentia-me sozinha. Pensei: 'Há tantas crianças que precisam de amor e de um lar...'. E foi assim que ele entrou. Tinha 14 dias.»

Ao deparar-se com um menino tão pequeno, o casal não conseguiu deixá-lo para trás. Mesmo sabendo que a adoção não seria fácil, levaram-no para casa e lutaram por ele. Passaram cinco anos até serem legalmente pais de Rui Alves.

«Quando vi aquilo pensei: 'Meu Deus, este ser tão pequenino, vou ter de dar a volta à vida, não o vou deixar'. A partir daí começou a batalha. Essa batalha até à adoção durou uns quatro ou cinco anos. Sempre inquietos. Foi angustiante. Ele estava ali, mas o medo era que fosse embora. Depois veio uma lei que podíamos adotar até aos 50 e foi mais fácil.»

O episódio dramático com a professora

Desde pequeno que Rui soube que era adotado. A mãe dizia-lhe que «há filhos que saem da barriga da mãe, outros do coração». Mas a afirmação de uma professora mudou esta perspetiva de forma dramática. 

«Um dia ele fez uma redação da escola e perguntaram-lhe com quem era parecido. Ele disse que era com o pai. E a professora disse-lhe: 'Como é que podes ser parecido com o teu pai se ele não é teu pai?'. Aí foi terrível, mas demos-lhe a volta.»

O episódio deixou a criança confusa e perdida, os pais tiveram de recorrer a uma psicóloga. «Ele ficou sentido e inquieto. Tive de o levar à psicóloga. Não era assim que lhe devia explicar as coisas, mas passou-se tudo bem. Aquilo foi superado. Foi um soco no estomâgo.»

O amor pelos animais e pelo acordão

Itelvina e Arsénio dizem que o filho é realmente o que os portugueses já viram na televisão. «Ele é aquela alegria que se vê. Ando todo o dia aos beijinhos e aos abracinhos.»

O facto de crescer rodeoado de animais, aos quais sempre pôs nomes, fez com que sempre adorasse a vida no tempo. Tal como explicou na apresentação do Big Brother, o seu maior sonho é ter «400 ovelhas em quatro anos». Os pais confirmam: «Nós só não matamos as ovelhas, porque são as ovelhas dele». 

Em conversa com Manuel Luís Goucha, o casal diz ainda que Rui Alves «é humilde demais para fazer um 'boneco' [no reality show]. Toda a gente gosta muito dele».

Com o 12.º ano de escolaridade, o pastor não quis continuar a estudar. Entre as ovelhas e o acordeão, ainda arranja tempo para a vida cristã. «É acólico, vai à missa. (...) Não tem maldade nem tem cintura para jogar», confidencia a mãe. 

«Ele quer ser artista. Teve algumas lições», esse é um dos grandes objetivos que tem com a participação no Big Brother. Rui Alves quer mostrar o talento para o acordeão ao País. 

Tamém pensa em arranjar namorada, mas Itelvina não acredita que vá acontece. «Já teve duas namoradas, mas não deu grande resultado», conta. 

Os pais do concorrente estão hoje reformados e são casados há 51 anos. Após uma vida a trabalhar como vendedora ambulante de utensílios domésticos, no caso da mãe, e motorista de autocarro, no caso do pai. Rui Alves tinha dois irmãos, uma rapariga e um rapaz. Rapaz esse que já morreu. 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Impala e reprodução Instagram

Leia a NOVA GENTE sem sair de casa

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador. . .

1 - Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 - Escolha a sua revista

3 - Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 - Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 - Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 - Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

Siga a Nova Gente no Instagram