Saúde e Beleza
Portugal sem casos de coronavírus

27 novos suspeitos nas últimas 24 horas, 16 esperam resultados

Qui, 27/02/2020 - 20:39

«Tendo em conta a situação epidemiológica mundial, é necessário considerar a hipótese da importação de casos de doença de cidadãos provenientes da China ou de outras áreas com transmissão comunitária ativa», lê-se no documento da DGS

Ainda não há casos de infeção por coronavírus em Portugal, mas existem 16 casos suspeitos que aguardam os resultados dos testes laboratoriais, informou a DGS num boletim clínico enviado às redações nesta quinta-feira.

27 novos casos suspeitos foram registados nas últimas 24 horas e são todos cidadãos provenientes do norte de Itália, à exceção de um proveniente do Japão, avança ainda o organismo.

De acordo com a informação atual, o risco para a saúde pública em Portugal é considerado moderado a elevado. O risco para a saúde pública mantém-se moderado a elevado, tal como esta quarta-feira, dia 26 de fevereiro.

«Tendo em conta a situação epidemiológica mundial, é necessário considerar a hipótese da importação de casos de doença de cidadãos provenientes da China ou de outras áreas com transmissão comunitária ativa», lê-se ainda no documento da DGS.

Continue a acompanhar todos os desenvolvimentos do vírus no Portal de Notícias Impala

Um vírus «muito perigoso»

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou esta quinta-feira, dia 27 de fevereiro, que o surto de coronavírus entrou num «ponto decisivo», apelando aos países para agirem rapidamente para conter este vírus «muito perigoso». A epidemia, descoberta em dezembro em Wuhan, na China, contaminou mais de 78.600 pessoas naquele país, das quais 2700 mortalmente.

Tedros Adhanom Ghebreyesus sublinhou que a grande preocupação da organização atualmente é «o que se passa no resto do mundo», com mais de 3470 casos em 44 países. «As provas de que dispomos mostram que não parece haver uma transmissão comunitária generalizada», acrescentou em conferência de imprensa.

Até agora o único caso português é o de Adriano Maranhão, que estava a trabalhar num navio atracado no Japão. Está internado a ser tratado.

Mundo em alerta

A saúde do Papa Francisco está a deixar o mundo em alerta. Jorge Mario Bergoglio, de 83 anos, não participou na manhã desta quinta-feira, 27 de fevereiro, numa missa na Basílica de São João de Latrão, em Roma. Apesar de os sintomas serem idênticos aos do coronavírus, o Vaticano refere que a ausência do sumo pontífice se deveu a uma «ligeira indisposição».

Há também suspeitas de que o coronavírus tenha 'atingido' a escola de George e Charlotte. Quatro colegas dos príncipes William e Kate estão de quarentena por suspeita de terem sido infetados com o vírus.

As crianças doentes foram mandadas para casa e aguardam o resultado dos exames que irão indicar se estão ou não infetadas com Covid-19.

As já confirmadas 14 mortes em Itália estão a preocupar Bruno Cabrerizo. O ator vive em Itália com os filhos, mas nem sempre lá está. Por motivos profissionais vai-se dividindo entre Brasil e a capital italiana. 

«Na verdade, eu moro aqui por causa dos meus filhos, por isso, quando não estou aqui é porque estou fora a trabalhar. Voltei para estar com eles e recebi a notícia de que o primeiro caso em Milão tinha aparecido. Desde então, é uma cidade diferente daquela que habitualmente vejo. É uma cidade muito viva, com muitas pessoas, estrangeiros e que vive também do turismo», referiu em entrevista à TVI.

Fotos: DR

Siga a Nova Gente no Instagram