Nacional
Pedro Soá

«Estão a conotar-me com violência doméstica, que sou quase um assassino»

Qua, 27/05/2020 - 20:20

Pedro Soá esteve à conversa com Cláudio Ramos e explicou os comportamentos mais agressivos que teve dentro do Big Brother.

Pedro Soá esteve esta quarta-feira, 27 de maio, à conversa com Cláudio Ramos, no diário do Big Brother, e falou sobre a sua expulsão e a forma como sente, 24 horas depois da saída da casa mais vigiada do País.

O agora ex-concorrente afirma sentir-se, neste momento, «em paz» e diz não se rever na imagens que voltou a ver sobre si, quanto aos comportamentos impróprios que teve, nomeadamente com a concorrente Teresa.

«Senti que parecia que estava a ver outra pessoa que não era eu. Porque eu não me revejo naquele Pedro. Aliás, não me revejo naquele Pedro na situação com a Teresa, na situação com o Daniel e nem na situação do pontapé», refere Pedro Soá, acrescentando de seguida: «Não há desculpa para o que eu fiz, nenhuma. E peço desculpa aos meus colegas, à produção, às pessoas lá em casa, porque acho que o comportamento não deve ser assim.»

 
«Estão a conotar-me com violência doméstica, que sou quase um assassino»

Pedro Soá falou sobre a pressão que dizia sentir desde o Big Brother Zoom e que «uma participação num programa destes é muito difícil». «É preciso a pessoa estar muito bem preparada fisicamente e mentalmente. É muito duro. As pessoas lá em casa pensam que é uma coisa fácil de levar, que as pessoas vão para ali e têm uma piscina, e umas vezes comem melhor outras pior, mas não tem nada a ver», afirma.

Quanto à reação da namorada e da mãe, aos comportamentos agressivos, Pedro conta que a companheira, com quem mantém uma relação há oito anos, «não gostou» mas que o conhece e sabe quem ele é. «Estou há oito anos com ela, nunca lhe toquei, temos discussões como toda a gente tem mas resolvemos, não existe esta pressão», esclarece.

Também a mãe do ex-concorrente do reality show da TVI não reagiu bem, «não gostou daquilo que viu, não se reveu». «Viu que eu não estava bem. Está abalada com tudo isto e mais abalada porque estão a conotar-me com violência doméstica, que sou quase um assassino», refere Pedro Soá.

 
«Quando o Diogo sair a gente vai-se dar muito bem»

Sobre a relação conflituosa que sempre manteve com Diogo, Pedro acredita que fora da casa mais vigiada do País se possam «dar muito bem». Recorde-se que, apesar de algum mal-estar entre os dois concorrentes, no momento em que Soá abandonou a casa, estes abraçaram-se.

«O Diogo se calhar estava à espera que a gente se aproximasse e este abraço que nós demos… Eu acho que quando o Diogo sair a gente vai-se dar muito bem. Aliás, foi isso que eu senti na primeira vez e acho que houve ali qualquer coisa que nos distanciou», diz.


Texto: Marisa Simões; Fotos: DR e Reprodução Instagram

 

Leia a NOVA GENTE sem sair de casa

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador. . .

1 - Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 - Escolha a sua revista

3 - Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 - Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 - Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 - Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

 

Siga a Nova Gente no Instagram