Nacional
Patrícia Tavares

Filha 'fugiu' para Singapura para escapar ao coronavírus: «Está lá há um mês»

Sex, 10/04/2020 - 20:30

Patrícia Tavares mandou a filha para casa do pai, do outro lado do mundo, quando a Covid-19 chegou a Portugal. «Foi uma decisão tomada em família», conta.

Patrícia Tavares tem estado em isolamento social, devido à pandemia do coronavírus, e está a viver esta fase difícil longe da filha. Assim que a Covid-19 chegou a Portugal, no início de março, Carolina, de 18 anos, viajou para Singapura, onde tem estado com o pai desde então. 

«Foi uma decisão tomada em família, achámos que ela estava lá melhor. Quando isto começou em Portugal, o pico em Singapura já tinha acontecido e ela foi. Esta lá quase há um mês», começa por explicar a atriz. «Tenho muitas saudades da minha filhota, já com 18 anos», diz.

Mas, como agora as indicações do Governo são no sentido de evitarmos o contacto, Patrícia revela ainda que sente a falta de outras pessoas que fazem parte da sua vida. «Tenho também saudades do meu irmão, que está sozinho na Noruega, um país um bocadinho mais cinzento. Saudades do meu pai, da minha família, dos meus amigos... basicamente tenho saudades das pessoas», diz, sublinhando: «É bom pensar que as pessoas nos fazem falta. Acredito muito que nós vamos sempre mais longe acompanhados. A família e os amigos são a melhor companhia».

«O medo é uma coisa que paraliza»

Sobre estes dias de pandemia, Patrícia Tavares revela estar a vivê-los «com muita tranquilidade». «A viver um dia de cada vez. Nunca devemos criar expectativas, e nesta fase ainda menos. Viver o agora, o hoje, sem grandes temores em relação ao futuro, porque pode ser altamente castrador se condicionarmos ao medo», diz. «Detesto sentir medo. O medo é uma coisa que paralisa e já o senti de perto. A minha forma de sobreviver é tentar que ele não exista na minha vida.»

Quando tudo voltar à normalidade, a atriz já sabe o que quer fazer. «Quero sentir os abraços das pessoas que amo. Vou visitar os meus pais, que vejo ao longe, mas não os abraço há tanto tempo. E a minha primeira visita espero que seja a da minha filha. Quero muito abraçar a minha filha, assim como o meu irmão. A minha sobrinha também me faz muita falta. É uma miúda cheia de amor e de abraços para dar. E, nesta altura, os abraços fazem tanta falta». 

Em dose dupla na televisão

Atualmente, Patrícia Tavares faz parte do elenco da novela Terra Brava, na SIC, onde vestiu a pele de Gabriela, uma mulher que emigrou para Londres. «É uma mulher cheia de vontade que a vida lhe corra bem, com grandes sonhos e aspirações. A certa altura, achou que Vila Brava era muito pequenina para tudo aquilo que ela queria conquistar e vai para Londres deixando a filha para trás», afirma, deixando no ar que os portugueses ainda podem ser surpreendidos com esta personagem: «Também tem outras características que, levadas ao extremo, podem não ser tão positivas, mas não posso desvendar, vão ter que ver. Brevemente algumas das suas características vão começar a ser reveladas».

Além da novela da SIC, Patrícia Tavares também está no ar com a série A Espia, que estreou esta semana na RTP. «Foi dos melhores desafios que tive no ano passado. Li algumas coisas sobre espionagem. Não fazia ideia que Portugal ao nível de espionagem era tão intenso, era um ponto de partida e chegada, de trocas, foi fascinante para mim descobrir esse lado. 


Texto: Neuza Silva; Fotos: Impala e reprodução redes sociais

Pontos de Venda das Nossas Revistas

 

Siga a Nova Gente no Instagram