Nacional
Lucas da Rocha

Mordido por aranha venenosa: «Tiraram-me um pedaço de carne da perna»

Qua, 04/12/2019 - 22:21

Lucas, noivo de Casados à Primeira Vista, abre o coração a Júlia Pinheiro e revela o acidente que sofreu quando estava em missão em Moçambique

Lucas da Rocha abriu o coração a Júlia Pinheiro e viajou no tempo para revelar o episódio que jamais irá esquecer. O noivo de Casados à Primeira Vista estava em missão em Moçambique quando foi mordido por uma aranha e «passou mal». 

Lucas revela que «nunca teve dificuldade em arranjar namorada», porém andava focado no trabalho e decidiu inscrever-se no programa. 

Um dos primeiros dados que os portugueses ficaram a conhecer do noivo foi o facto de ser mórmon. «Cresci dentro desta religião e desta comunidade», conta.

Foi a religião que o levou até Moçambique aos 19 anos, para uma missão. «Foi um choque muito grande quando cheguei a Moçambique. Eu era um missionário da Igreja e, realmente, o objetivo era evangelizar as pessoas e fazer também projetos humanitários. Porque eu sempre tive isso dentro de mim. A parte fundamental da religião na minha vida foi sempre a vontade e o querer ajudar as outras pessoas. E toda a minha vida ficou sempre marcada por isso. Toda a minha vida fiz voluntariado. Mesmo esses dois anos em Moçambique foi como voluntário. Dois anos seguidos como voluntário.»

Apesar do choque, o noivo de Anabela – que já está fora do programa – assume que foram «os dois melhores anos» da sua vida. 

«Moçambique é o terceiro país mais pobre de África, então é um choque muito grande. Mas o que me fez ficar lá foi, realmente, essa vontade de saber que podia ajudar», conta. 

«Foi um susto muito grande»

Foi durante esta missão que Lucas da Rocha sofreu o acidente que o marcou para sempre. «Fui mordido na perna. Os médicos dizem que foi um inseto, supostamente foi uma aranha, pelo tipo de mordida e pelo tipo de veneno que era. Não souberam precisar e foi esse veneno que entrou dentro do corpo e começou a fazer essa infeção.»

O ex-concorrente de Casados à Primeira Vista teve de ser submetido a uma cirurgia de emergência. 

«Tive muito mal mesmo. Porque os médicos não sabiam o que era, estavam para me pôr num avião para a África do Sul para ser visto por outros médicos só que ai descobriu-se, quando a infeção estava a aumentar na perna, a origem da infeção. Aí fui logo operado de emergência.»

«Tiraram-me um pedaço de carne da perna. Na altura aquilo foi um susto muito grande. A febre era tão alta que eu nem me mexia. O que me lembrava era como se fosse uma gripe, aquelas dores todas no corpo que uma pessoa não se mexe. Não comia, não bebia, não me levantava da cama», termina.

Texto: Mariana de Almeida com Dúlio Silva; Fotos: Divulgação SIC

 

 

Siga a Nova Gente no Instagram