Nacional
Leonor Poeiras

Afastada da televisão, dedica-se às obras

Seg, 19/06/2023 - 23:00

Leonor Poeiras partilhou com os fãs qual a sua nova profissão.

Leonor Poeiras está afastada da televisão desde 2020 quando foi dispensada pela TVI. A antiga apresentadora colocou a estação em tribunal sendo que exigia mais de um milhão e 200 mil euros de indemnização, mas acabou por perder o processo.

Sem projetos em televisão, Leonor Poeiras apostou numa nova área profissional. Esta segunda-feira, 19 de junho, nas redes sociais, a comunicadora esteve a responder a perguntas dos fãs e acabou por revelar o que tem andado a fazer. "Estou a reestruturar a minha carreira na área da comunicação e em paralelo estou com projetos criativos de renovação de espaços e casas. Esta é uma delas", respondeu.

Leonor Poeiras vende terreno para continuar a enfrentar a TVI em tribunal

Leonor Poeiras continua determinada a lutar na justiça contra a TVI, mesmo depois de ter perdido o processo contra o canal, em que exige 1 milhão e 286 mil euros por ter sido dispensada ao fim de 17 anos. Agora, a comunicadora revela que teve de vender o seu monte no Alentejo para continuar a batalha.

“Que polémica, que doida, a pôr um estação em tribunal… Lamento, meteram-se com a pessoa errada. Lamento. […] Acham que é a primeira vez que isto acontece? É claro que não, mas nenhum dos meus colegas se pode dar ao luxo de processar uma estação porque tem contas para pagar e tem, obviamente, que encontrar rapidamente outro trabalho”, afirmou num direto na sua conta de Instagram, esta quarta-feira.

“Vais contra a TVI, eles vão unir-se todos contra ti. Eu sei, eu assumo. Sabia e aceitei. Sabia que ia passar por um mau momento, que ia ser difícil, e foi. Cá estou eu, e não desisto”, expressou.

O antigo rosto do canal de Queluz de Baixo lamentou ainda como são tratados os jornalistas: “Depois a comunicação social não é só o que se faz e o que não se faz, é a forma como as pessoas são tratadas. Toda a gente está a recibos verdes. Não admito. O que é isto? Toda a gente, não é só na televisão. Na TVI então estão 500 mil pessoas, mas vamos fingir que não porque a TVI alega que não há ninguém nesta situação a trabalhar lá. A TVI e de certeza que as outras estações também”. 

Para poder continuar a lutar, Leonor viu-se obrigada a vender um terreno na região do Alentejo. “Uma coisa muito triste em relação à justiça é que é preciso ter coragem e dinheiro. É muito triste. Ninguém se aguentaria sem ter trabalho na área, como eu, durante três anos. Isso aconteceu porque, obviamente, sempre geri as minhas poupanças da melhor forma. Mas também porque tinha um terreno no Alentejo e tive que o vender. Há todo um lado da minha vida que entreguei, eu estou a dar tudo neste processo”, disse.

 

Texto: Carolina Marques Dias; Fotos: Impala e redes sociais

 

Siga a Nova Gente no Instagram