Nacional
Judite Sousa cumpre desejo de ir de férias

E vai para um dos sítios preferidos do filho

Sáb, 18/01/2020 - 17:10

Judite Sousa disse que ia viajar quando anunciou a sua saída da TVI.

Dois meses depois de ter anunciado a sua saída da TVI, Judite Sousa cumpre com o desejo manifestado na altura: ir de férias. A ex-diretora-adjunta de informação da TVI e TVI24 rumou agora a Courchevel, nos Alpes Franceses, uma das mais luxuosas estâncias de esqui.

Numa das imagens que partilhou nas redes sociais, e nas quais se mostra feliz, a jornalista diz ter ido «ao encontro dos locais que ele mais ama». Judite refere-se ao filho, André, que morreu em 2014, aos 29 anos, na sequência de uma queda.

A estância de Courchevel é uma das eleitas de várias estrelas internacionais. O ator norte-americano George Clooney, o casal David e Victoria Beckham e os duques de Cambridge, o príncipe William e Kate Middleton, já passaram por lá.

O local tem a maior área esquiável do mundo, com 490 hectares.

Espreite as imagens na galeria acima.

Indemnização na ordem do milhão de euros

Judite Sousa saiu da TVI com uma indemnização na ordem do milhão de euros. A ex-pivô do Jornal das 8 rescindiu contrato com a estação de Queluz de Baixo depois de cerca de 10 meses de ponderação.

O valor não é de estranhar, tendo em conta que o salário mensal da jornalista estaria fixado nos «15 mil euros limpos», dizia a revista Flash! em junho do ano passado.

«Foram oito anos de ligação e já houve casos, no mercado, de profissionais de comunicação que saíram de outros meios com indemnizações a rondar esse valor», explicou à TV Mais uma fonte ligada ao mercado.

Saída da TVI foi decisão de Judite Sousa

Judite anunciou que tinha chegado a acordo com a TVI no dia 6 de novembro através das redes sociais. A comunicadora, de 58 anos, contou que a saída foi iniciativa sua. «Depois de uma longa e serena ponderação, decidi terminar a minha relação profissional com a TVI. Foram oito anos que me permitiram, em total liberdade, vivenciar a paixão pelo jornalismo com sentido de dever e responsabilidade ao serviço de uma empresa privada», dizia.

Já em declarações ao site da revista Nova Gente, feitas no mesmo dia, contava que a mudança estava a ser pensada desde o início do ano e que tratada com o canal há três meses. «Foi uma decisão que vinha a ponderar praticamente desde o início do ano. Tornou-se mais clara nos últimos meses e é uma decisão que acontece por minha iniciativa e que foi consensualizada com a empresa nos últimos três meses», explicou.

«Chegámos a acordo hoje e, portanto, a partir de hoje cessaram as minhas funções de diretora adjunta de informação da TVI e da TVI24, porque foi nessa qualidade que eu fui contratada no dia 1 de abril de 2011», acrescentou.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: reprodução redes sociais e Impala

Siga a Nova Gente no Instagram