nacional
João Baptista

Reage após ser condenado por violência doméstica: "Não fiquem desiludidos"

Qui, 15/06/2023 - 19:00

João Baptista foi condenado a 20 meses de prisão com pena suspensa por violência doméstica. O ator quebrou agora o silêncio: "É um assunto que me envergonha muito".

João Baptista foi condenado a 20 meses de prisão com pena suspensa por violência doméstica. Apesar de se ter mantido em silêncio até agora, o ator reagiu agora através das redes sociais. 

"É um assunto que me envergonha muito. Acima de tudo, é para pedir desculpa às pessoas que ficaram tristes com a notícia e garantir que eu não sou assim. Não sou nenhum agressor! Vivi, sim, uma relação tóxica, muito tóxica! Quase todos os adultos já viveram uma relação tóxica, eu vivi também. Hoje em dia, passados sete anos, tenho noção disso", começou por dizer.

"Quero que saibam que fui atacado num momento frágil da minha vida. Estava apaixonado, nem sequer tive como provar em tribunal a toxicidade vinda do outro lado. Nunca pensei condenar uma pessoa ou alimentar provas para condenar alguém que eu estava a amar. Não me faz sentido nenhum isso", contou e revelou que não atacou nem se defendeu em tribunal. "Só fui condenado por coisas menos corretas que fiz e estou a pagar por isso. Foi provado, não tinha como provar nada. O telefone desapareceu-me na altura", acrescentou.

No mesmo desabafo, agradece ainda às pessoas que o apoiam: "Têm sido dias muito difíceis para mim, pois eu fui condenado por uma coisa que abomino e desprezo, mas não deixei de errar, na altura, e errar é humano. Preciso de me perdoar também, que vocês me perdoem e que tenham noção que errar é humano e estamos sempre a aprender. Estou sempre a crescer, quero sempre acordar um homem melhor". Além disso, apela: "Não fiquem desiludidos, não fiquem tristes. Continuo a ser o João. A única coisa que quero fazer é trabalhar para vocês, dar-vos alegrias na vossa televisão. Passar a veracidade que sempre tenho passado nas personagens que faço para fazer o que gosto e poder viver a minha vida, e criar a minha filhota que vocês tão bem já a conhecem".

João Baptista garante que não é um agressor: "Estou a pagar pelas coisas menos corretas que fiz e não sou assim. Não sou nenhum agressor. Sou ator e só quero amar-vos e ser amado por vocês, e tomar conta da minha vida como sempre tenho feito".

E salienta por fim, aconselhando todos aqueles que o seguem: "Simplesmente, vivam, curtam a vossa cena, sejam felizes, tenham cuidado com quem lidam, tenham cuidado com todas as pessoas que vos rodeiam e a quem dão de vocês. Fujam de toda a toxicidade que possa existir, não queiram viver egos, não queiram viver conflito, não queiram viver as inseguranças. [...] Amor gera amor e o ódio gera ódio. Se não é para praticar amor, afastem-se".

Texto: Maria Constança Castanheira; Fotos: Redes Sociais

Siga a Nova Gente no Instagram