Nacional
Inês De Medeiros

Deputada em risco

Qui, 29/04/2010 - 12:47

A polémica acerca do pagamento pelo Parlamento da viagem semanal da deputada a Paris, onde reside, não terminou. Uma petição exige a sua renúncia e já tem mais 7300 assinaturas.

A polémica acerca do pagamento pelo Parlamento da viagem semanal da deputada a Paris, onde reside, não terminou. Agora uma petição exige a renúncia da actriz ao cargo. Já tem mais de 7300 assinaturas.
 
Até hoje, mais de 7300 pessoas assinaram a petição "Pela Renúncia de Inês de Medeiros do cargo de Deputada", posta a circular na internet, e à qual têm aderido cada vez mais pessoas. Ontem, o número de subscritores rondava os 5 mil.  A petição dirige-se a Jaime Gama, o Presidente da Assembleia da República, que, recentemente, autorizou o pagamento à deputada socialista de uma viagem semanal a Paris, onde reside, apesar de ter sido eleita pelo círculo eleitoral de Lisboa.
 
A petição tem como objectivo "exigir que a senhora Inês de Medeiros reuncie ao cargo de deputada o mais depressa possível", tendo em conta que, entre outros pontos, os autores consideram "imoral que, numa altura em que se pedem sacrifícios aos cidadãos portugueses, a senhora deputada Inês de Medeiros não seja capaz de pagar os seus desejos cosmopolitas do seu próprio bolso e espere que sejam os contribuintes a fazê-lo", considerando ainda que "os dinheiros públicos devem ser usados responsavelmente" e "não para usufruto particular de alguns que se tomam por privilegiados."
 
O pagamento de ajudas de custo a Inês de Medeiros  gerou grande polémica na opinião pública, especialmente porquie motivou uma decisão inédita de Jaime Gama . O presidente da Assembleia decidiu pagar a viagem semanal da actriz, apoiando-se num parecer jurídico que detectou uma lacuna no regimento da assembleia da república, que não obriga um deputado eleito por um dado círculo eleitoral a residir no mesmo.   

Siga a Nova Gente no Instagram