Saúde e Beleza
Guia De Saúde

Mitos e verdades

Seg, 04/04/2011 - 15:59

Nem tudo o que se ouve é verídico. A NOVA GENTE desmistifica alguns dos mitos mais comuns no que diz respeito a temas de saúde.

Ainda que a informação esteja hoje à distância de um clique, o certo é que nem sempre o que se diz é verídico. Ao longo dos tempos, acumularam-se mitos, na maioria das vezes errados, que perturbam o bom funcionamento da prática quotidiana. Questões como o papel que o cigarro assume na sexualidade, nomeadamente como estimulante, ou os benefícios de tratar de uma ferida com sal são alguns dos mitos mais comuns. Com base no livro Consultório Médico, da autoria do pediatra Mário Cordeiro, a NOVA GENTE desmitifica os mitos mais polémicos relacionados com alimentação, sexualidade e saúde.

1 - Comer cebola é bom para o coração
“Um efeito benéfico sobre o colesterol”
Verdadeiro: Este mito surge por se pensar que aqueles que conseguem comer uma cebola crua têm um coração forte. Na realidade, há alguma verdade nesta ideia, já que a cebola é rica em cálcio, zinco, magnésio e quercitina, para além de ter um efeito benéfico sobre o colesterol.

2 - Peixe faz as pessoas mais espertas
“É importante para o desenvolvimento do cérebro”
Verdadeiro: Quem não se lembra de ter bebido óleo de fígado de bacalhau na infância? De facto, o peixe tem benefícios. Vejamos o caso do salmão, que, sendo rico em ómega 3, ajuda ao funcionamento dos neurónios.

3 - O chocolate tira o sono
“Os que têm alto teor de cafeína podem causar excitação”
Verdadeiro: Há vários tipos de chocolates, mas todos eles com poucas proteínas e uma elevada quantidade de gordura. Os que contêm altos teores de cafeína favorecem a actividade mental, podendo causar alterações cardíacas.

4 - Deve colocar-se sal nas feridas
“Aumenta a dor e dificulta a cicatrização”
Falso: Este gesto terá o efeito inverso ao desejado, já que vai absorver a água e tornar o líquido da ferida mais denso. Desta forma, a parte de dentro da mesma ficará enrugada e metabolicamente alterada, o que, por sua vez, originará aumento de dor e dificuldade de cicatrização.

5 - Os alimentos light emagrecem
“Dois iogurtes magros engordam mais do que um meio-gordo”
Falso: Os alimentos light resultam de se retirar calorias ou algum nutriente ao produto original. Para perder peso deve haver uma relação entre a energia gasta e as necessidades do organismio.

6 - Comer à noite engorda
“Tanto faz comer à noite ou durante o dia”
Falso: As calorias são as mesmas, mas, por norma, à noite temos menos actividade física. O que engorda é ingerir alimentos e a seguir não os gastar ou ter uma dieta desequilibrada.

7 - As grávidas não podem andar de avião
“Viagens aéreas não constituem risco para o feto”
Falso: Não há risco para o bebé; quanto muito há para a grávida. Existe, isso sim, a possibilidade de ocorrer um parto prematuro dentro do avião e, como tal, sem possibilidade de assistência médica.

8 - O cigarro interfere na sexualidade
“A nicotina tem efeitos sobre a circulação e a respiração”
Verdadeiro: Em doses baixas pode ser estimulante, aumentando a atenção; porém, em quantidades elevadas provoca dificuldades de erecção, nos homens, e lubrificação, nas mulheres.

9 - Os gelados dão dores de cabeça
“A dor localiza-se na testa, mas pode surgir em qualquer sítio”
Verdadeiro: A dor de cabeça surge alguns segundos depois de ingerir um gelado, ou qualquer outro alimento ou bebida fria, já que ocorrem alterações nos vasos sanguíneos.

10 - A gordura acumulada na barriga é a pior
“Existe um risco mais elevado”
Verdadeiro: Quando se fala em risco cardiovascular, importa o peso, mas também a localização. Está provado que os riscos aumentam quando a gordura se acumula nas zonas das coxas ou da barriga.

Siga a Nova Gente no Instagram