Nacional
Fátima Lopes

Em lágrimas depois da Gala dos Sonhos: “Eu não sei explicar o que sinto”

Seg, 05/12/2022 - 13:00

A apresentadora partilhou ainda que precisa de "uma semana para digerir tudo o que se passa" durante a Gala dos Sonhos.

Fátima Lopes voltou a ser escolhida para apresentar, este domingo, 4 de dezembro, a Gala dos Sonhos, da Associação Sara Carreira. E a comunicadora não escondeu que só conseguiu controlar as emoções em cima do palco porque se preparou emocionalmente. 

“Foi uma gala muito bonita, muito intensa. Esta gala é diferente do ano passado mas tem o mesmo grau de intensidade, de amor... É muito difícil de explicar o que é esta gala, é uma coisa tão especial e tão difícil para mim fazer que eu preciso de tempo para me preparar para ela. Eu tenho de manter as coisas num certo sentido mas é muito difícil e, em algumas situações, eu tenho de anestesiar o que sinto porque senão a minha emoção entra por ali a fora e eu já não me agarro”, confessou à NOVA GENTE depois da gala.

A apresentadora da SIC contou ainda que só vai conseguir assimilar tudo o que aconteceu ao longo da Gala dos Sonhos no próximo fim de semana. “Agora não sinto nada. Agora vou para casa e preciso de uma semana para digerir tudo o que se passa durante esta gala, já o ano passado foi assim. Agora não sinto nada, é depois. Quando eu puder voltar a ‘ligar tudo’ porque há muita coisa que eu tenho de cortar para fazer a gala e depois eu ligo a seguir”, disse.

Mas Fátima Lopes acabou por desabafar e emocionou-se a falar com os jornalistas. “Vocês sabem que eu tenho sempre resposta para tudo e eu nâo tenho resposta. Eu não sei explicar o que sinto, não vos sei dizer o que acontece a seguir [à gala], mas é um processo muito difícil que é preciso saber lidar com ele porque eu estou aqui e as pessoas estão à minha frente durante três horas”, afirmou à NOVA GENTE.

Apesar de ter ficado emocionada, a apresentadora garante que é um privilégio apresentar a gala. “É muito desafiante e dá muita alegria poder apresentar porque é sinónimo de confiança, primeiro da família [Carreira] e depois da SIC. E, isso obviamente que me deixa feliz e também porque é o meu contributo como pessoa. Eu também quero contribuir, eu sou embaixadora da associação, por isso, dá-me igualmente muito prazer fazê-lo mas eu não vos sei descrever o que sinto”, finalizou. 

 

 

Texto: Carolina Marques Dias e Ana Filipe Silveira; Fotos: Redes Sociais

Siga a Nova Gente no Instagram