Nacional
Enxovalhado na Internet

José Castelo Branco partilha foto de homenagem ao pai e é humilhado!

Qua, 01/08/2018 - 13:15

O marido de Betty Grafstein recorreu ao baú de memórias e partilhou uma fotografia do progenitor muito polémica. O que devia ser uma homenagem acabou por receber dezenas de comentários negativos.

A polémica em torno das publicações de José Castelo Branco continua a dar que falar. Excêntrico como sempre, o ‘socialite’ recorreu às redes sociais para prestar uma homenagem ao pai, que morreu há 30 anos, no entanto a publicação acabou por receber dezenas de comentários negativos.

No Instagram, o marido de Betty Grafstein, recorreu ao baú de memórias e partilhou uma fotografia do pai com um leopardo morto, apoiado nas pernas. Francisco José Joaquim Frutuoso da Silva Vieira morreu há 30 anos e Castelo Branco quis prestar-lhe uma homenagem.

Leia ainda: José Castelo Branco faz tratamento com recurso a laser na cara! Veja as diferenças

Os seguidores não gostaram do que viram e rapidamente demonstraram a sua opinião: «não foi a melhor escolha de foto», «esperemos que esse senhor esteja no inferno e o leopardo no céu» ou «José, você é mesmo sádico, pobre animal», são algumas das críticas. Outros ficaram comovidos e apoiaram o socialite. «Que foto linda», «é uma recordação antiga do José do pai! Não venham com as tretas dos animais porque aquilo eram outros tempos», lê-se.
José Castelo Branco também não se conteve nas palavras e optou por responder aos comentários negativos:

«Desde os tempos pré-históricos. Até aos anos 60 era comum. Com as guerras as chacinas de animais, etc, hoje é impensável! É um crime. No início e meio do século passado, era uma forma de equilibrar a natureza. Não nos podemos esquecer que o homem é naturalmente caçador! Eu seria um desastre! Ia dar beijos a todos os bichos que me aparecessem», explicou a figura pública.

Mais tarde retomou à publicação e acrescentou:

«Quando, esta manhã, resolvi em homenagem publicar este retrato do pai , em comemoração dos 30 anos da sua passagem terrena , jamais iria imaginar a quantidade de almas terrenas o iriam condenar. É inacreditável que a mente seja tão limitada e que não entendam as práticas do início e meio do século passado», concluiu. 

Recorde-se que José Castelo Branco vive em Nova Iorque com a mulher, Betty Grafstein.

Fotos: Arquivo Impala e Redes Sociais

Siga a Nova Gente no Instagram