Saúde e Beleza
Eczema Atópico

8 Dicas

Ter, 17/05/2011 - 14:47

Afecta a pele de cerca de 10 por cento das crianças portuguesas. Saiba como combater esta dermatite.

Caracteriza-se por uma erupção ligeira da pele que causa comichão, pele áspera e seca, por norma na face, tronco e membros. O eczema atópico afecta uma em cada cinco crianças em todo do Mundo, números que têm vindo a ganhar expressão nos últimos anos. Em Portugal, cerca de 10% das crianças sofrem desta patologia que pode ser uma verdadeira dor de cabeça para os pais que desconhecendo os seus sintomas não sabem como lidar com o que têm em mãos. Sem causas conhecidas, sabe-se no entanto que factores externos, tais como certos alimentos ou pólenes no ar, contribuem para o seu reaparecimento. Como nem sempre desaparece, a hidratação da pele assume um papel fundamental. A NOVA GENTE deixa-lhe aqui algumas dicas para lidar com esta doença, sem cura, que surge normalmente no primeiro ano de vida.

1 - A escolha da roupa
Certo tipo de tecidos podem causar uma reacção inesperada. Por isso evite roupas apertadas e retire sempre as etiquetas das peças de vestuário.

2 - Hidrate a pele
Independentemente de estarem medicados ou não, estes doentes devem ter cuidados redobrados com a hidratação da pele. Opte por sabonetes com glicerina e mantenha-se afastado dos que são mais agressivos e contêm químicos.

3 - Faça um diário da doença
 Desta forma consegue relacionar o aparecimento da doença com certos factores externos que possam ser desencadeadores.

4 - Atenção à alimentação
 Ainda que numa diminuta percentagem existem alimentos que podem provocar uma crise de eczema atópico. Tenha atenção especial ao leite, amendoins, ovos e citrinos, que são os mais comuns.

5 - Banho diário
Não deve ultrapassar os 20 minutos, sendo mais aconselhável o duche. A temperatura da água deve ser tépida e a casa de banho não deve ser muito aquecida.

6 - Conheça as estações do ano
 A Primavera e o Verão são estações por excelência de ar condicionado, que tende a secar ainda mais a pele. Paralelamente, no Inverno, o ar quente dilata os poros e infiltra o calor externo na pele.

7 - Dupla prevenção
Deve colocar o seu filho a par da patologia que tem. Lembre-se que na maioria das doenças a prevenção assume um papel de destaque e nesta não é excepção. Desta forma, os cuidados serão redobrados no combate a futuras crises.

8 - O tratamento correcto
 A medicação é fundamental nesta doença sem cura. Contudo, a escolha da terapêutica mais indicada para o efeito deve ser efectuada com o seu médico.

Como se trata?
Não existindo cura definitiva, o tratamento passa por prevenir o seu aparecimento e usar os medicamentos para diminuir os sintomas.

Siga a Nova Gente no Instagram