Nacional
Duarte Siopa

Chora em direto: "Os meus pais gostavam de mim, mas eu não o sentia"

Dom, 21/08/2022 - 17:40

Duarte Siopa emocionou-se no programa "Manhã CM" ao recordar o amor "impenetrável" que os pais sentiam um pelo outro. Em lágrimas, admitiu: "Eu fui um bocadinho esquecido".

Duarte Siopa emocionou-se no programa "Manhã CM", da CMTV, da passada sexta-feira ao recordar o amor "impenetrável" que os pais sentiam um pelo outro. Em lágrimas, admitiu: "Eu fui um bocadinho esquecido". A memória surgiu por causa da mensagem de um telespectador, que elogiou a mãe como "a melhor mulher do mundo".

"Vou bater palmas de pé. Sabem que estas manifestações de amor são das coisas que eu mais gosto, porque eu acho que o amor é para ser falado e demonstrado. Não basta dizer que gostamos, temos de o celebrar. É das coisas mais bonitas que recebemos aqui no programa", disse Duarte Siopa.

De seguida, o apresentador da CMTV falou do seu caso. "Lembro-me de o meu pai dizer à minha mãe que se tivesse que casar outra vez, casava com ela. Aquele amor eu nunca vi. A minha mãe fica furiosa por eu contar isto. Era um amor tão grande que o meu pai tinha pela minha mãe... foi um casamento de amor que durou até o meu pai falecer, há pouco tempo. Era um amor tão grande... Os meus pais que me perdoem, que eu fui um bocadinho esquecido porque eles viviam muito um para o outro e aquele amor era impenetrável, era uma coisa impressionante", garantiu.

Duarte Siopa rematou, associando o facto de ser carente a essa sua vivência familiar. "Sinto necessidade que as pessoas gostem de mim porque os meus pais gostavam de mim, mas muitas vezes eu via o amor que eles tinham um pelo outro, mas eu não o sentia. Recriminei muito os meus pais e dei por mim a não conseguir dar um beijo ao meu filho. Percebi na altura e tentei modificar as coisas, porque no fundo estava a ser aquilo que o meu pai era", confessou.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Instagram

Siga a Nova Gente no Instagram