Nacional
Diogo Amaral

Três meses após assumir consumo de drogas, admite sentir-se melhor do que nunca

Ter, 22/10/2019 - 13:00

Diogo Amaral contou a Cristina Ferreira, no programa das manhãs da SIC, que teve um problema de consumo de drogas. Agora, três meses depois, garante estar «ótimo».

Diogo Amaral apanhou Portugal de surpresa ao confessar, em conversa com Cristina Ferreira, que consumiu drogas longo de mais de meio ano, o que obrigou ao seu internamento numa clínica de reabilitação na Escócia.

Pouco mais de três meses depois, o ator sente-se melhor do que nunca. Sem se alongar sobre essa fase da sua vida, Diogo diz estar «ótimo». Para a sua felicidade plena muito contribui o nascimento de Oliver. O filho de Diogo e Jessica Athayde veio juntar-se ao primogénito do artista, Mateus, nascido da anterior relação com Vera Kolodzig. E o mais velho «tem sido uma surpresa», confessa. «Eu achei que ele ia querer matar o Oliver – acho que seria o normal -, mas ele tem um orgulho enorme em ser o irmão mais velho. Brinca comigo porque eu sou mais novo do que a minha irmã. Goza com isso (risos)», contou Diogo, durante a apresentação à imprensa da novela Terra Brava, da SIC, que se estreia no próximo dia 28 de outubro.

«Gostava de ter uma menina»

A paternidade, reafirmou, é uma experiência fantástica. «Eu adoro ser pai», frisou, contando que o nascimento de Mateus, há cinco anos, e o de Oliver, em julho passado, constituem sempre uma «primeira vez». «[Com um segundo filho] Pode criar-se muitas expectativas de como vai ser ou não, mas a paternidade é sempre uma novidade espetacular e uma aprendizagem incrível», continua.

Aos jornalistas, Diogo Amaral revelou ainda, e sem qualquer hesitação, que gostava «muito de ter uma filha».

Reconciliação com Jessica Athayde?

«Quando te separas de alguém e tens um filho com essa pessoa a relação é para sempre. Onde é que já ouvi isto?», atira, às gargalhadas. «Não há outra maneira de olhar para a coisa... eu aprendi isso. Guerras e conflitos para mim não fazem sentido. Estou com o Oliver sempre que quero, sim. Acho que as coisas são, e volto a dizer, o que fizermos delas. Sem harmonia acontecem coisas terríveis.», garante.

A conversa não acaba, porém, sem que o ator faça uma última revelação: «Gostava muito de ter uma menina um dia!»

Texto: Ivan Silva com Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram 

 

Siga a Nova Gente no Instagram