Nacional
Desaparecimento de Zé do Pipo

Amigo quebra o silêncio: «Nenhum de nós viu o Nuno atirar-se ao mar, mas…»

Seg, 28/01/2019 - 15:00

Zé do Pipo está desaparecido desde o passado mês de novembro e desde então nada se soube realmente sobre o seu paradeiro ou sobre o que realmente aconteceu.

Zé do Pipo está desaparecido desde o dia 5 de novembro, na região de Peniche. Até aos dias de hoje nada se sabe sobre o que aconteceu, mas nem a mulher, nem os pais de Nuno Batista (nome de batismo do artista) acreditam que o cantor esteja vivo. Em declarações a uma revista semanal, Celeste terá dito que formatou o computador do marido, apagando assim qualquer pista. Declarações essas que levantaram questões se o desaparecimento terá sido crime.

Um amigo da mulher de Zé do Pipo e da família quebrou o silêncio e explicou tudo n’O Programa da Cristina, da SIC.

«A Celeste não fala porque estas notícias não têm sido bem recebidas e terão sido deturpadas. Já se disse tanta coisa que não tem sentido nenhum. Aqui (Peniche), na rádio, recebemos chamadas a dizer que o Zé do Pipo está em França ou aqui ou ali, quando nós sabemos perfeitamente que é mentira», começa por explicar.

Em relação às declarações de Celeste e ao facto de estar a ser acusada de ter apagado pistas sobre o desaparecimento do cantor, a mesma fonte garante que «há uma vontade de tentar criar uma história». «Todos nós sabemos que esta história não é feliz e que tem um fim trágico. As pessoas mais próximas… sabemos o que aconteceu, mais coisa menos coisa. Nenhum de nós viu o Nuno atirar-se ao mar, mas…», interrompe.

O mesmo amigo continua: «Tendo em conta o quadro clínico dele, e tudo o que aconteceu nos dias mais próximos, só pode ter acontecido isso. Não acreditamos, não há uma razão válida para ter acontecido oura coisa. O Nuno estava muito bem profissionalmente, melhor do que nunca. Tentam inventar-se muita teses, mas não há razões claras que apontem para algo diferente», aponta ainda.

Dados apagados

Quanto aos dados apagados pela mulher, este amigos garante que não sabe ao certo o que aconteceu, mas segundo Celeste lhe terá dito,«ela esteve a trabalhar com o computador, mas por estar muito lento apagou tudo o que lá estava».

«Não foi para apagar pistas,  nem nada disso. A PJ esteve com ela uns dias depois de ter acontecido o que aconteceu. Não há razões válidas para isso. Ela é a pessoa  que menos tem a ganhar com esta situação», sublinha.

«Não está numa situação invejável»

Celeste vê-se neste momento com dois filhos nos braços e apenas com um rendimento. «Neste momento tem dois filhos para criar. Não está numa situação invejável, não há seguros milionários como se diz, não há nenhuma vantagem para aquilo que estamos a viver», explica a mesma fonte.

«Não sei se ela está numa situação instável ou estável. Sei que a principal fonte de rendimento era o vencimento de Zé do Pipo ou do Nuno como lhe quiserem chamar. E, por isso neste momento, a Celeste vê-se sem esse rendimento. Eu sou uma das pessoas que tem estado a ajudá-la, ela é uma mulher forte, vai continuar a se-lo», acredita.

Para terminar, o amigo da família admite que é muito triste ver este desfecho. «Ela nem sequer pode estar a viver o luto que tem direito, devido tudo o que se diz. Ela tentou explicar as coisas e vieram complicá-las mais para encontrar aqui crimes…»

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais; Fotos: Reprodução Instagram

Siga a Nova Gente no Instagram