Internacional
Caso Maddie

Suspeito de ter morto menina inglesa quebra o silêncio

Ter, 15/06/2021 - 20:10

Christian Brückner, o último suspeito de ter raptado e morto Maddie McCann, no Algarve, em 2007, escreveu uma carta à polícia alemã e pede para que desistam da investigação.

O homem suspeito de ter raptado Maddie quebrou o silêncio e escreveu uma carta à polícia alemã. Christian Brückner, de 44 anos, está preso após ter sido condenado por violação, e afirma que a investigação em torno do desaparecimento de Madeleine McCann, na Praia da Luz, no Algarve, em 2007, é "um escândalo".

Brückner garante ser inocente e pede à polícia para desistir da investigação. Nesta carta, enviada ao jornal Bild no dia 8 de maio, este homem acrescenta ainda que as autoridades o julgaram ainda antes da abertura do processo. 

No ano passado, Brückner foi apontado como o principal suspeito do desaparecimento da menina britânica, pelas autoridades alemãs, que afirmaram ter "evidências concretas" de que Maddie estava morta. 

Vidente diz que Maddie está morta e enterrada no Algarve

A polícia alemã está a investigar outros dados relativos ao caso de Maddie McCann. Tal como a NOVA GENTE já tinha avançado, um clarividente alemão garante que a menina está morta e enterrada a nove quilómetros do aldeamento de onde desapareceu. Esta é uma pista que a polícia alemã está a investigar, uma vez que Michael Scheider já ajudou as autoridades a encontrar os restos mortais de outras pessoas desaparecidas.

Segundo a imprensa internacional, este homem contactou a polícia há cerca de três semanas e já deu as coordenadas exatas do local onde o corpo de Madeleine McCann estará. De acordo com as 'visões' de Schneider, a menina, que desapareceu em maio de 2007, terá sido morta e estará enterrada a nove quilómetros a nordeste do resort onde a família estava alojada. 

Saiba mais aqui.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais

 

Siga a Nova Gente no Instagram