Nacional
Carlos Cruz

'Um erro monstruoso'

Sex, 03/09/2010 - 10:31

Abatido, cansado e emocionado até às lágrimas, que conseguiu a custo conter, foi assim que o “Sr. Televisão” apareceu num hotel, em Lisboa,para falar sobre a condenação.

Revoltado com a sentença de sete anos, Carlos Cruz continua a gritar inocência e, quase em lágrimas, começou por desabafar que darem-no como culpado “foi um monstruoso erro jurídico”.

Garantiu não estar a viver um dia “triste”, mas sim, “uma das maiores desilusões” da sua vida. “Sinto-me muito assustado pelo País em que estamos a viver. Sinto-me assustado porque o que me aconteceu a mim pode acontecer a qualquer cidadão e a partir de hoje vai aumentar o número de denúncias de falsos abusos”, esclareceu, garantindo não estar preocupado com a pena. “Não estou preocupado com a cadeia. A dimensão da pena não me preocupa. O que me surpreendeu foi terem sido dados como provados os crimes”, diz, adiantando também que “este foi um julgamento de preconceitos” por isso ter demorado oito anos.

“Quando se analisa provas de forma científica, rigorosa, factual, os julgamentos são mais rápidos. Não há provas da minha culpa e sem provas da minha culpa fui condenado a sete anos de prisão”. Cabisbaixo, Cruz garante que vai levar o seu caso até às últimas instâncias de forma a ver provada a sua inocência nem que seja só “daqui a uns anos”.

Siga a Nova Gente no Instagram