Nacional
Carlos Castro

Uma hora de tortura

Seg, 10/01/2011 - 16:03

Renato Seabra terá confessado que, durante mais de uma hora, torturou o cronista, acabando por o castrar com um saca-rolhas.

O modelo de 21 anos pontapeou e esmurrou, durante mais de uma hora, Carlos Castro no quarto que partilhavam no Hotel InterContinental, de Nova Iorque, atingindo-o na cabeça com o monitor de um computador.

Depois, com um saca-rolhas, mutilou o cronista social, que já estaria inconsciente, atingindo-o nos olhos e cortando-lhe os testículos, como refere o jornal New York Daily News.

Convencido de que Carlos Castro estaria morto, Renato Seabra tomou banho e vestiu um fato e, antes de sair, cortou os próprios pulsos.

Antes de ser brutalmente assassinado, Carlos Castro terá confidenciado aos amigos portugueses, o jornalista Luís Pires, a ex-mulher e a filha, que andava assustado. "Tenho medo de dormir com ele", terá dito, referindo-se a Renato.

Segundo o relatório preliminar da polícia, Carlos Castro terá mesmo alterado a data do voo de regresso a Portugal. "Este tipo está a comportar-se como um louco", confidenciou aos amigos.

Siga a Nova Gente no Instagram


NG top