Saúde e Beleza
Beleza na quarentena

A importância de hidratar, nutrir e reparar o cabelo com tempo e em casa

Sex, 20/03/2020 - 13:58

David Xavier, cronista da Nova Gente e cabeleireiro de várias figuras públicas nacionais como Sofia Ribeiro e Jessica Athayde, dá-lhe dicas sobre a importância de ter o cabelo cuidado durante este período de quarentena

Vivemos atualmente dias difíceis e incertos, mas nem por isso devemos baixar os braços.

Por isso mesmo, e atendendo aos períodos de tempo que quase todos vamos passar dentro das nossas residências nas próximas semanas, decidi escrever-vos sobre a importância dos cuidados com cabelo, em particular sobre hidratação, nutrição e reparação. 

Apesar de estar confinado ao menor número de movimentos ditos sociais, isso não significa que não esteja com o cabelo bonito e saudável. 

A hidratação, a nutrição e a reparação são processos essenciais para manter os cabelos saudáveis e com «bom-ar» e são procedimentos que, muitas vezes, são um pouco desvalorizados em ambiente de salão pela falta de tempo dos profissionais envolvidos.

Deste modo, o que proponho é que estes «imperativos de cabeleireiro» sejam feitos em casa e com tempo, não demorando cada um menos de meia hora.

Posto isto, vejamos como deve ser feito cada processo:

Hidratação:

A hidratação, através de máscaras, serve para todos os tipos de cabelos. 

Costumo dizer às minhas clientes que mesmo os fios oleosos devem fazer hidratações, pois, na verdade, a oleosidade encontra-se maioritariamente na raiz do cabelo e não ao longo do fio.
Em quase todos os casos, o meio e as pontas dos fios têm tendência a ficar mais ressequidos, isto devido a fatores externos como ações do tempo, do sol, do sal, do cloro, da água muito quente ou do uso excessivo de placas modeladoras.

A hidratação, com recurso a máscaras, devolve assim água aos fios de cabelo, deixando-os macios, flexíveis, com movimento e também com um ar bonito e saudável.

Este procedimento deve ser feito uma vez por semana e deve demorar a tal meia hora  que indiquei anteriormente. Para aplicar, basta espalhar homogeneamente a máscara hidrante pelo cabelo todo.
Procure produtos de qualidade e com componentes como vitaminas A e D e extratos vegetais de plantas ou frutas. Escolha a máscara que melhor se adapta ao seu cabelo e na dúvida opte por uma que seja «para todo o tipo de cabelos». 

Nutrição:

A nutrição é quase um exclusivo para quem tem cabelos muito frisados, armados, com excesso de volume ou ressequidos por processos químicos de vária ordem como alisamentos, colorações ou ondulações.

Este tipo de cabelo é facilmente identificado através de uma análise dos fios pelo toque (normalmente áspero) e também aparência (normalmente baça).

Na verdade, a nutrição não é mais do que a reposição dos óleos essenciais aos fios e que deveriam existir naturalmente no cabelo. A nutrição serve também para manter a água dentro dos fios de cabelo. 

Cabe-me ressalvar uma questão, que muitas vezes me colocam em contexto de salão – a nutrição não é incompatível com a hidratação. Ora vejamos:

Como a água e o óleo não se misturam, a água, que é o principal componente das máscaras de hidratação, permanece no interior dos fios de cabelo e o óleo, ou seja a nutrição, estabiliza-se à volta do fio. Desta maneira, o óleo impede que a água saia e que os fios fiquem desidratados. Por isso mesmo, caso o seu cabelo necessite de ser nutrido, aconselho que o faça depois de uma hidratação adequada à classificação do seu cabelo.

Este procedimento deve ser feito de quinze em quinze dias e deve demorar meia hora e basta espalhar homogeneamente o óleo nutritivo pelo cabelo todo.

Para uma boa nutrição, procure cosméticos que lhe garantam resultados duradouros e não rápidos (imediatos). Os principais ingredientes que deve procurar nesse tipo de produtos são o aragão, o coco, a marula, o cacau e o karité. 

Reparação:

A reparação (também chamada de recuperação) deve ser feita nos fios de cabelo que passam constantemente por processos químicos fortes (alisamentos, colorações ou ondulações), deixando os cabelos sensíveis, elásticos ou quebradiços.

Na verdade, a reparação não é mais do que um tratamento cuja finalidade é devolver estrutura, queratina, proteína e aminoácidos ao cabelo, e interromper o processo de deterioração do mesmo. Porém, deve tomar-se especial atenção ao uso destes produtos isto porque, a utilização em excesso de alguns dos componentes sugeridos, como a queratina, pode deixar os fios demasiado duros, levando ao estado que estamos a tentar combater, isto é, à quebra dos fios. Quase que apetece dizer que se não morre da doença, morre-se da cura.

No caso de ter este tipo de cabelo, o mais indicado é aplicar este tipo de produto em salão junto de um profissional e adquirir uma máscara reconstrutora como manutenção em casa.
O processo de recuperação de cabelos muito danificados é, normalmente, bastante demorado, mas é possível ver-se melhorias na primeira aplicação.

A reparação deve ser intercalada com a hidratação, caso os danos dos seus fios sejam moderados a graves, ou seja, faça o «tratamento» uma vez por semana em casa. Faça de quinze em quinze dias, caso os danos capilares sejam leves. Este procedimento deve demorar meia hora e basta espalhar homogeneamente o produto restaurador pelo cabelo todo.

Sugiro que procure produtos com queratina, aminoácidos, colagénio e proteína de trigo. 

Crónica de David Xavier com o apoio: Atelier Chiado Hair Salon; Fotos: Johnny's on Set

Siga a Nova Gente no Instagram