Nacional
Ângelo Rodrigues

Ator lança a «Despedida»: «Foi assim que me perdeste»

Qua, 04/09/2019 - 18:00

Uma das últimas músicas lançada por Ângelo Rodrigues é intitulada de «Despedida» e é uma carta aberta ao pai, Ângelo Araújo.

Além de ator, Ângelo Rodrigues é DJ e tem várias músicas editadas. O último tema do artista foi lançado em abril deste ano e tem como título «A Despedida». Esta música foi feita em parceria com o rapper NBC e relata momentos da vida do próprio Ângelo. 

Esta terça-feira, dia 3 de setembro, Tiago Paiva, companheiro de casa do ator, pediu, através das redes sociais, que ouvissem as músicas de Ângelo para que o conhecerem melhor. «Se querem conhecer melhor o Ângelo, ouçam as músicas que lançou recentemente e não façam perguntas a amigos e familiares», pediu. «Nada melhor do que ouvir os pensamentos do próprio».

Na última música que editou, Ângelo Rodrigues recorda a relação conturbada com o pai, Ângelo Araújo, que morreu em 2013.

Lembre-se que em entrevista ao Alta Definição, da SIC, Ângelo Rodrigues relatou que nunca recebeu um abraço ou ouviu a palavra «amo-te» por parte do progenitor: «Fui um adolescente um bocado solitário. Sentia muito as coisas e, ingenuamente ou não, achava que era diferente das outras pessoas».

«Nunca tive um abraço do meu pai na minha vida»

«Tinha uma família que era pouco afetuosa. Ou seja, sentia muito e expressava pouco (...) Essa falta de afeto, a mim, fez-me mossa», contou a Daniel Oliveira. «Nunca tive um abraço do meu pai na minha vida», acrescentou. «Não duvido que ele sentisse orgulho por mim, mas nunca conseguiu mostrar. E isso era que me rebentava por dentro», disse ainda.

O tratamento inovador 

Ângelo Rodrigues encontra-se internado nos cuidados intensivos do Hospital Garcia da Orta, em Almada devido a uma infeção generalizada provocada por injeções de testosterona. Os médicos tentam evitar a amputação da perna do ator, submetendo-o a um tratamento inovador numa câmara hiperbárica. Para isso, Ângelo foi transportado, esta segunda-feira, dia 2 de setembro, do Hospital Garcia de Orta para o Hospital das Forças Armadas, em Lisboa.

Reproduzimos de seguida a letra completa do single A Despedida:

VERSO 1
E onde é que estavas quando eu quis? 
Quando eles diziam que eu era lixo? 
Quando ninguém acreditava

(nada fizeste para mudar isso, ouviste?)

Agora sentes a minha angústia,
De viver amarrado e pisado pela opinião pública?
Era suposto seres tu o rosto da minha educação 
Porque é que eu pensava que tu ainda tinhas salvação? 
(Mas não...)

 

Diz-me outra forma melhor de evitar o abismo

 

E eu só queria saber que me valorizavas

 

REFRÃO
A vida não pára e a ferida não sara 
Aquilo que eu sinto não se compara 
A vida não pára e a ferida não sara 
Num quarto sem luz só vejo a tua cara

 

Nos vários planos emocionais eram visíveis 
Eu vivia isolado no meu quarto até aos 16

Os gritos eram uma constante

Começaram os episódios de epilepsia

Na altura pensava que era com fé que se ia lá 
Mas tu estavas entorpecido pela bebida
E paralelamente a mãe é que se ia 
Afastando por se sentir sempre agredida

Eu invejava os outros pais

E tu ias ficando cada vez mais indiferente

Eu só queria que me dissesses “amo-te”
Mas tu nunca me disseste “amo-te”
Eu acho que nunca me vou esquecer do que me escreveste 
Foi assim que me perdeste

BRIDGE
Em mim eu guardo tudo o que ensinaste para ser um homem,
Apesar de tudo não esquece quem és e tudo o que foste para mim até hoje
E quando não houver palavras,
Fica só aquilo que tu sabes que me faz lembrar de ti
Me faz lembrar de ti


VERSO 3
Nunca te ouvi chorar
Nunca me ensinaste a amar
Apresso-me a comprar o bilhete para o próximo Alfa Pendular
Estou aí em 3 horas
E os médicos dizem que tu tens as horas contadas

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais; Fotos: Reprodução Instagram

Siga a Nova Gente no Instagram