Internacional
Ameneh Bahrami

Vai poder vingar-se

Ter, 17/05/2011 - 15:43

Uma mulher que ficou desfigurada e cega depois de o homem com quem recusou casar lhe ter atirado ácido para a cara conseguiu que o tribunal iraniano lhe concedesse o direito à vingança.

Um tribunal iraniano autorizou a aplicação da justiça "olho por olho, dente por dente": uma mulher que ficou cega e desfigurada depois do homem com quem recusou casar a ter atacado com ácido sulfúrico vai poder vingar-se do agressor.

O caso remonta a 2004 quando Majid Movahedi esperou pela engenheira à porta do trabalho e, perante a recusa desta em aceitar casar com ele, lhe atirou ácido sulfúrico para a cara. Ameneh, na altura com 26 anos, avançou com o caso para tribunal e, apesar de poder receber uma indemnização, só descansou quando lhe foi dada a possibilidade de retribuir o mesmo gesto.

O tribunal iraniano autorizou-se a cegar o homem com ácido, depois deste ser colocado a dormir, mas as organizações de direitos humanos já se manifestaram contra a decisão, pelo que a pena foi adiada por tempo indeterminado.

Siga a Nova Gente no Instagram