Internacional
Alec Baldwin

Revelada a chamada para o 112. Ator recebeu pistola "fria" e carregada

Sáb, 23/10/2021 - 15:00

Revelada a chamada telefónica de Alec Balwin para o 112 após o trágico acidente em que o ator matou acidentalmente a Diretora de Fotografia das gravações do filme "Rust". Também, sabe-se agora que o este recebeu uma arma carregada.

Já são conhecidos mais pormenores sobre o acidente protagonizado por  Alec Baldwin durante as gravações de "Rust", no Novo México. O ator matou acidentalmente Halyna Hutchins, diretora de fotografia do filme, ao disparar uma arma de adereço que não devia estar carregada.

O TMZ, site americano de entretenimento, teve acesso ao áudio da chamada para o 911 [112 em Portugal]. “Precisamos de ajuda imediatamente”, ouve-se.

Segundo o TMZ quem ligou para os serviços de emergência foi a anotadora, que explica que duas pessoas tinham sido baleadas acidentalmente durante um ensaio, mas não conseguiu explicar se a bala era verdadeira.

De seguida, a chamada foi passada para um homem que acrescentou que os dois feridos estavam a ser assistidos por um médico, mas que a situação não estava controlada. Halyna Hutchins, de 42 anos, ainda foi transportada de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Joel Souza, de 48 anos, também foi atingido e ficou ferido, mas já teve alta hospitalar. A informação foi confirmada no Twitter por Frances Fisher, atriz que, no filme, interpreta o papel de irmã de Alec Baldwin.

Oiça as declarações aqui.

Alec Baldwin: "Não há palavras para expressar o meu choque"

Tudo aconteceu durante a tarde (hora local) desta quinta-feira, 21 de outubro, no rancho de Bonanza Creek. As gravações decorriam neste local e as imagens filmadas tratavam-se de cenas de western. Alec Baldwin, que assumia o papel de produtor e protagonista da longa metragem, está em choque. "Não há palavras para expressar o meu choque e a minha tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida a Halyna Hutchins, uma esposa, mãe e colega que muito admiramos. Estou a cooperar totalmente com a investigação policial para perceber como esta tragédia ocorreu e estou em contacto com o marido dela", afirmou Baldwin, ao mesmo tempo que ofereceu o seu apoio a toda a família. "Estou de coração partido pelo seu marido, pelo seu filho e por todos os que conheceram e amaram a Halyna”, escreve Alec Baldwin no Instagram. Um dia antes do acidente, a diretora de fotografia mostrou-se a passear na zona onde gravavam. "Uma das vantagens de filmar um faroeste é andar a cavalo no dia de folga", disse Hutchins na legenda do vídeo.

 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 

 

Uma publicação partilhada por Halyna Hutchins (@halynahutchins)

O jornal Santa Fe Reporter teve acesso a um documento judicial no qual é referido que a arma foi entregue a Alec Baldwin por um assistente de realização. Este ter-lhe-á dito que se travava de uma "pistola fria", de utilização segura, desconhecendo que a mesma estava carregada.

Filha já reagiu ao fatídico acidente que envolve o pai 

 A filha de Alec Baldwin, Ireland Baldwin, o ator recorreu às redes sociais para falar sobre o assunto. "O meu amor e apoio para a família da Halyna Hutchins e amigos. Envio desejos de melhoras para o Joel Souza. E gostava de poder dar um abraço apertado ao meu pai hoje", lê-se no story, ferramenta do Instagram, partilhado pela própria. 

A jovem aproveitou ainda para lançar farpas às pessoas que dão o seu contacto telefónico aos jornalistas locais. "A qualquer um que esteja a dar o meu número, por favor, apague-o e não entre mais em contacto comigo", escreveu. 

Texto: Carla S. Rodrigues e Ivan Silva; Fotos: Arquivo Impala e Redes sociais

Siga a Nova Gente no Instagram