Documento
Acabou? Faça o seu

Como fazer gel desinfetante caseiro

Ter, 17/03/2020 - 18:04

O gel desinfetante para as mãos está a «voar» das prateleiras dos supermercados e das farmácias. Se já tentou comprar sem sucesso, está na hora de fazer o seu próprio gel desinfetante

O gel desinfetante para as mãos está a «voar» das prateleiras dos supermercados e das farmácias (tal como o papel higiénico). Por isso, se se está a tentar prevenir contra o coronavírus e já o tentou comprar sem sucesso, está na hora de fazer o seu próprio gel desinfetante. 

A Direção-Geral de Saúde (DGS) aconselha à lavagem das mãos, durante 20 segundos, com água e sabão ou recorrer ao uso de uma solução à base de álcool. Estas são duas das formas mais eficazes se prevenção. Por isso, se nem sempre consegue estar a lavar com as mãos, o gel pode ser uma solução prática. 

«Os desinfetantes caseiros para as mãos são tão eficazes quanto os que compra, desde que use a percentagem certa de álcool», explica o médico David Agus, ao CBS. Os desinfetantes feitos em casa devem conter pelo menos 60% de álcool, em volume, para funcionarem.

Por isso, David Agus deixou uma receita com o passo a passo de tudo o que precisa de fazer. 

Ingredientes e materiais necessários para fazer gel desinfetante em casa:

2/3 de uma caneca de álcool 
1/3 de uma caneca de gel de aloé vera
5-10 gotas de óleo essencial (opcional)
Taça para misturar
Colher
Funil
Frasco de spray ou recipiente de sabão líquido
Fita adesiva e caneta ou marcador para rotular o recipiente (ou etiquetas adesivas)

Instruções:

Despeje o álcool e o gel aloé vera numa taça e mexa até ficar homogéneo. Adicione várias gotas de óleo essencial e mexa para ajudar a disfarçar o cheiro intenso do álcool.

Use o funil para despejar a mistura nos recipientes e afixe ​​as tiras de fita adesiva marcada (ou etiquetas adesivas) para identificar o conteúdo das garrafas.

«O desinfetante para as mãos não mata todos os vírus, mas é eficaz contra o coronavírus», explicou David Agus. O vírus é protegido por uma capa, chamada «glicoproteína do envelope», que o álcool ajuda a destruir. «Quando tira a capa protetora do vírus, ele morre rapidamente», acrescenta o médico.

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: iStock by Getty Images

 

Siga a Nova Gente no Instagram